Mãe biológica X Mãe adotiva

Mãe biológica X Mãe adotiva
Esse é um projeto, (do Ateliê Marilita Família Terapêutica), polêmico sobre mãe biológica e mãe adotiva. 
São a pedido de profissionais da saúde mental e educação e áreas afins, esse vai representar uma mãe biológica que estará sempre ligada ao seu filho mesmo depois da adoção e que toda mãe adotiva não tem que julgá-la pelo abandono. E sim agradecer por ter tido a possibilidade de ser mãe, por ter o privilégio de cuidar desse filho por algum motivo não pode ser criado por sua progenitora.

“A adoção é um ato de grande amor” – Por Ana Garlet
Bert Hellinger nos fala que, quando alguém adota uma criança como uma ação de cuidar dela porque seus pais que a geraram por algum motivo não puderem fazê-lo, a adoção tem todas as chances de ser um encontro de amor e desenvolvimento.
Quando os pais adotivos ou de criação agem no interesse da criança, eles têm consciência de que são meros substitutos ou representantes dos pais biológicos, a quem ajudam a realizar o que não estava a seu alcance. Eles desempenham um papel importante, mas na qualidade de pais adotivos vêm depois dos pais biológicos, não importa o que estes sejam ou tenham feito. Se essa ordem for respeitada, os filhos podem aceitar e respeitar os pais adotivos. ”
                                  Bert Hellinger, A Simetria Oculta do Amor, Ed. Cultrix, pg. 121



Nenhum comentário: